sábado, 26 de dezembro de 2009

domingo, 13 de dezembro de 2009

Pernil Premiado

Video para ilustrar proximo Post.

10 Kilos em 10 post’s - Post nº 3 e 4

Post 2 em 1.
Demorei tanto, que perdi eliminei 2 quilos desde o último post .
Nas duas semanas que fiquei em casa, aproveitei pra mexer no meu grande calcanhar de Aquiles, aquilo que me dói só de pensar, o lugar onde não ouso mexer a dois anos e meio: o meu guarda-roupas.

Com o mesmo espírito insano corajoso que levou levou Dom Quixote a enfrentar os moinhos de vento, eu, reles aprendiz de magra, mexi em lugares que eu não visitava desde o manequim 38, num passado muito distante...
E depois de tentar matar moinho a grito, entre muitas coisas, constatei que dá pra abrir uma loja com minhas roupas, graças à variedade de tamanhos que há .

Titulo da foto: "como eu era e como fiquei"

Tenho peças do manequim 36 ao 44.

E minha primeira providencia foi organizar as peças por tamanho e em seguida dividir as peças em cabides com a estimativa do peso que tenho que estar, para entrar na roupa.


Assim, ganharei uma média de dois cabides de roupa à cada dois quilos que eu perder.

É o meu próprio programa de fidelidade. Com direito a premiação e tudo.

Hoje 13/12/2009: 63kilos

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

A importância do bichinho-de-estimação adequado

Nunca, jamais, em hipotese alguma dê uma salamandra de presente para o seu filho.

E muito menos, deixe ele participar de um programa de TV que tem uma apresentadora escandalosa.

Tadinho... Ficou magoado!

Dica de Site

Se vc é uma mãe prendada, vai adorar esse site.
Make-Baby-Stuff é um site de faça-você-mesmo.

Tem dicas muito legais, desde brincadeiras a fantasias facéis de fazer. Tudo no estilo tutorial. Tá em inglês, mas depois que eu descobri o http://www.microsofttranslator.com/ . Leio (mal e porcamente,tá) Sites até em chinês.


Mas...

Assim que fiquei grávida do Samuca, sabia que em um determinado momento eu precisaria tomar uma decisão: sacrificar a minha carreira de comunicação, ou, minha nova carreira de mãe.

Quando voltei a trabalhar, percebi que esse momento estava mais próximo do que eu imaginava, assim, que o Samuel teve sua primeira febre sem motivo aparente.

E eis que ele chegou.

Ter dois filhos com tão pouca diferença de idade têm suas vantagens a longo prazo, crescem juntos, serão amigos, o meu "trabalho" é todo de uma vez, mas... (sempre tem um) tbm apresenta uma desvantagem, que nesse momento, pra mim têm o tamanho de um iceberg afundador de transatlânticos: eu estou limitada profissionalmente. Pelo menos durante os próximos dois anos, tenho que passar à maior parte de tempo possível em casa.

Por isso sumi do mundo virtual nas últimas semanas, troquei de emprego. Sai da área de comunicação, que e a minha área de formação e a área que gosto de trabalhar, mas... (não falei que sempre têm) que paga mal e é terra de ninguém (CLT é para os fracos), para voltar a área de atendimento, onde posso desfrutar de benefícios clt-listicos e trabalhar meio período, mas... que me entedia e me aborrece.

Sai de uma empresa de comunicação integrada, onde tinha à função de faz-tudo-resolve-tudo, para trabalhar num hospital, na função de ouve-tudo-não-resolve-nada.

Agora entendi o que sempre me diziam sobre fazer sacrifícios pelos filhos.
Mas... a vida é assim, precisamos abrir mão de algumas coisas em prol de outras.

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Assim que eu gosto!

10 Kilos em 10 post’s - Post nº2

Eliminei mais um.
Isso mesmo ELIMINEI e não PERDI. Pq quem perde uma hora ou outra acha.
Todo mundo diz que com a amamentação vc perde peso. Eu acho que sou diferente.
Tudo bem que a fome enloquecedora que me fazia comer um x-bacon-salad as 22:00, tenha influenciado um pouco nessa historia.
Mas o fato é que a fome que senti amamentando foi muito maior que a quantidade de calorias que eu gastava pra produzir leite.

Depois de um pouco mais de um mês sem amamentar, a minha fome diminuiu e o meu sono também. A mamadeira com Mucilon que o Samuel toma antes de dormir tem salvado minhas noites. Oh! 150 ml milagroso.

Por enquanto estou só me acostumando a comer só pra mim. Sem dietas e sem exercício físico.
Vou esperar mais uns 15 dias para começar a fazer exercício, vou por minha esteira pra trabalhar.

Ah! No final da pagina, coloquei uma etiqueta métrica, a meta dela é o baú do tesouro....No meu caso esse baú do tesouro é uma mala vermelha. Falo sobre ela no próximo post

Hoje 18/10/2009 – 65 Kilos

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Momento Oinh

A brincaderia de Pega-Pega, mais rapida do mundo.



Tadinha...

Programa HCG: Doe seu xixi (oi?!)

Essa semana faz um mês que parei de amamentar. Infelizmente, meu leite secou pela falta de estimulo, graças a minha volta ao trabalho. O que me faz ser super a favor da licença maternidade de 6 meses, mas, isso é assunto pra outro post.

Então, como parei de amamentar, passei em consulta para pegar umas guias de exames de acompanhamento. E na sala de espera, um folhetinho no meio dos milhares que oferecem a coleta do sangue do cordão umbilical, me chamou a atenção.
“Ser mãe é uma experiência única. Mas você pode dividir esta oportunidade com outras mulheres...” Num primeiro momento pensei que era a respeito de doação de óvulos, mas, ao abrir o folheto dou de cara com: “Doe sua Urina - Um ato de amor”.

Opa!! Como é? Meu xixi?

Lendo com mais calma e depois de acessar o site do Programa HCG, vi que o hormônio que produzimos entre a 12ª e 18ª semana de gravidez, O HCG, serve como base para fazer medicamentos para ajudar as mulheres com dificuldade de engravidar, o Choragon.

A doação da urina, funciona da mesma maneira que a de leite materno. Em resumo: vc se inscreve, responde umas perguntas, recebe o material de coleta e um carro da empresa vai retirar na sua casa.

O Programa apela para o lado emocional da gente “dividir esta oportunidade com outras mulheres...” Dá quase pra se sentir culpada. Vamos ser solidarias! Vamos ajudar! Vamos dividir a dádiva que nos foi dada!
Mas, peraí. Eu, filha de mineiro, taurina, desconfiada por natureza, sabendo que esse programa vem da iniciativa privada (Grandes, poderosas, tecnologicas, modernas e endinheradas multinacionais farmacêuticas) Me pergunto: O remédio fabricado apartir da urina DOADA é DOADO para quem não pode pagar ?

E claro que a empresa fabricante precisa gerar lucros, nada mais justo, afinal empregam muitas pessoas e gastam uma grana pesada em pesquisa. Mas não seria justo também parte desses medicamentos serem doados a mulheres que tenham problemas pra engravidar e não tem condições de pagar.

Fuçando na net a respeito do assunto, vi uma resposta em um fórum, que não está assinada em nome da empresa, mas ta na cara que foi alguém de dentro do programa que respondeu:

“Respondendo ao questionamento sobre a doação de medicamentos para as mulheres que não podem engravidar, gostaria de informar que na cidade de Belo Horizonte, onde o tratamento de infertilidade já é realizado pelo SUS, o medicamento é doado pelo Programa HCG. Em São Paulo, o SUS ainda não realiza esse tipo de tratamento e o tratamento não é feito somento com o Choragon (medicamento feito com o HCG), é um tratamento com várias etapas, onde são utilizados vários medicamentos. O que o Programa HCG faz em São Paulo, é encaminhar as mulheres com dificuldades para engravidar para a Fundação ABC, onde é feita uma avaliação para identificar o problema da paciente e feito o tratamento com um custo muito abaixo do que é cobrado em clínicas particulares. O Programa HCG também investe em pesquisas científicas sobre Infertilidade, fornece aos Postos de Saúde material educativo sobre Pré-Natal, Prevenção de Gravidez na Adolescência, Planejamento Familiar, Amamentação. É um Programa muito sério, que trabalha com seriedade. É bom lembrar que em alguns tratamentos de infertilidade é indispensável o uso do medicamento Choragon (feito com o HCG) e que o HCG só pode ser extraído da urina da gestante, uma vez que ele é produzido pela placenta desde o início da gravidez. Bom seria que todas as gestantes se conscientizassem sobre a importância da solidariedade, mesmo porque a urina será jogada fora, não custa ajudar outras mulheres que desejam ser mãe.”

Bom, já é alguma coisa, né !
E sem o hormônio não dá pra fazer o remédio nem de quem pode pagar.
Se eu soubesse disso quando estava grávida, eu doaria.
Fica a dica.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Dica de Site

Vou abrir uma nova categoria de posts.

Dicas de sites. Tem muita coisa bacana na web, com promoçoes e informações legais.

Ah! E não tem nada de plurieditorial. Só minha humilde opinião

Minha primeira dica é o site da PAMPERS





Não botava muita fé não. Mas não é que me surpreendeu!

Tem textos de profissionais em varias área, como, nutrição, desenvolvimento... Eu adorei a oagina de nutrição. Dá pra vc fazer um perfil e receber por e-mail um guia de desenvolvimento de seu pimpolho.

Vale uma visita.

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

O primeiro voo da Papagaia

Por volta das 21:00 horas de ontem, estava eu em casa, colocando roupa na maquina de lavar enquanto planejava discutia com o digníssimo, uma possível não troca de carro, qdo sinto uma mãozinha puxando minha calça. Olho pra baixo e lá está Maria Luiza com o DVD do “Oliver e Sua Turma“ na mão, repetindo ”Sisti, gato”.

Fui até a sala com ela e ao abrir a caixa, lembrei que havia pegado o CD para ver os joguinhos que vem na edição de 20º aniversario e o deixei no PC. Então falei pra ela “Filha, o CD não ta aqui, vamos assistir outro”. E com cara feia ela argumentou “Não. Esse. Esse ati” e depois de umas duas ou três vezes que insisti didaticamente para assistir outro, virei pra ela e falei “Não tem esse, quer assistir outro, ou não?”
Entre uma batida de mão na coxa e uma reclamação indecifrável, tive a impressão de ter ouvido algo como “Puta Paliu”. Na hora fiquei em choque!Sem reação. E pensei que tinha entendido errado. Ao chegar na cozinha comentei com o Marcelo que tive a impressão de ter ouvido um palavrão da boca do meu anjinho e ele (lógico) tbm pensou que fosse impressão minha.

Um pouco mais tarde, já no quarto, enquanto eu saia do banho, Samuel que estava no colo do pai, jogou um briquedinho no chão. O pai prontamente pediu para que a Malu que nesse momento brincava em cima da minha esteira, com 1 pé dentro de um tênis meu e uma escova de cabelo na mão, respondeu prontamente: “Não!”. Afinal estava ocupadíssima.

Lógico que o Marcelo fez valer todo o poder a ele conferido como pai e chamou novamente: “Maria Luiza (qdo chamamos pelos dois nomes, ela sabe que lá vem broca), pega o brinquedinho, por favor!”.
Eis que a beleza, olha pro teto, resmunga algo intraduzível (de novo) e solta um sonoro e agora bem nítido: “Puta Paliu!”.

Pronto! Eu tinha agora com certeza, acabado de passar a primeira vergonha alheia-publica por papagaísse de criança. Olha aí, minha papagaia voou!

Eu pensei que na hora o pai dela fosse soltar um: “Não fala palavrão, p****!“. Porque de fato, falamos palavrão em casa. Mas ao invés disso só respondeu, “Não pode falar isso, hein”.

Não sabemos se ela entendeu o recado, mas sabemos com certeza que ela entendeu que PQP é uma expressão de reclamação, insatisfação e que com certeza por ver a gente (eu, o pai, a tia, a vó...) falando, ela passou a repetir.

Lógico, que ela não tem a menor idéia do que está dizendo. E é exatamente por isso que eu acho que a atuação dos pais é muito importante nessa hora. Não adianta se desesperar ou fingir que não ouviu. Na fase, que ela está, ela repete tudo o que escuta. Uma autentica Papagaia. E apesar de ainda não ter a menor idéia do significado do que falou, ela já consegue perceber o impacto que a simples menção dessas palavras pode ter.

Remédio pra isso: Evitar rir do palavrão, para a belezura não achar que isso é bonito e sair cantarolando, “Atirei o pau no gato-to, mas a Po%%a do gato-to não morreu-rreu...”. Explicar de forma simples que algumas palavras são feias e ofendem as pessoas e que não podem ser ditas. Dar opções de outras expressões que expressem (sic! Não consegui pensar num sinonimo) o que ela ta sentindo, ao invés de PQP um Poxa vida é mais bonito. E o que eu acho mais importante, Manter a calma e não dar importância demais, afinal isso acontece nas melhores famílias e se ela souber que pode chamar sua atenção, mesmo que de maneira negativa, qdo ela se enfezar, vai soltar um bem cabeludo na hora que vcs estiverem dentro de um elevador com uma velhinha de 70 anos.

Por isso, volto a repetir ao que está quase virando a máxima desse blog: Criança percebe tudo o que vc faz ou fala, tem que dar o exemplo o tempo todo.

A menos que vc queira que sua filha vire “ A menina do bambu”



Paga pra ela Silvio!

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Momento Oinh

Em homenagem a minha amiga Isis que, logo menos, será mamãe.
Um monte de coisas fofas, pra ela ir se divertindo enquanto o dela não chega.
Sexta-feira, Dia de diversão.

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Cabalístico?

Assim que acabei de postar sobre o inicio do meu regime, entrei no SiteMeter, para ver como anda a audiência do blog e olha só o que saiu: 1.111 visitas !

Quanto nº 1 no meu dia.

10 Kilos em 10 post’s - Post nº1

Pronto! Está oficialmente decretado estado dietístico de emergência (eu que inventei esse nome, bonito né?).

Cara, quero meu guarda-roupa de volta!!!

Calculo que 85% das minhas roupas não me sirvam. Tirando as batas, um short e uma calça Jeans (que alias estão em estado crítico de tanto usar) nada mais me serve. Nem meus Sutiãs!!!

E querem saber o mais engraçado? Estou só 2 kilos acima do peso que estava quando engravidei do Samuel.

Então, constatei uma das coisas mais dolorosas do inicio da maternidade até agora: O peso volta, o corpo não.

No Início do mês fui no endócrino. E Dra. Chien além de me botar Cara-a-Cara com a maldita, balança, me passou um regime de 1200 calorias, pediu vários exames e pra fazer pelo menos 30 min. de atividade física diária. Perguntei pra ela se troca de fralda servia como atividade física regular e ela deu risada. Acho que isso foi uma negativa. Estava eu com 68 kilos.

Três semanas depois, estou 2 kilos mais magra, não graças ao regime, mas a Virose, que me deixou reinando por dois dias e chamando o Hugo por 3. Teve também a saída do meu emprego. Qdo fico deprimida, fico sem fome. To pensando até em me divorciar pra ver se perco mais uns 5 (brincadeirinha Marcelo).

Minha meta é 56 quilos. Com 56 quilos uso manequim 38 e estou dentro da minha faixa de peso saudável que vai de 47 a 59.

E aqui faço duas promessas: 1ª-A cada quilo farei um Post contando como está meu regime e a 2ª- Doarei 50% do meu guarda-roupa caso chegue aos 51 (sonho de consumo, tipo ter um Masseratti cor-de-rosa)

Bom, então está decretada a operação QUERO MEU GUARDA-ROUPA DE VOLTA!!!


Hoje 29/10/2009 – 66 Kilos

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Momento Oinh

Faz tempo né?

Impossivel não rir com essa menininha

Giuliano Stroe- O menino mais forte do Mundo



Quando vi pela primeira vez as fotos desse menino, pensei que era montagem, obra do Photo Shop.
Pesquisando um pouquinho mais, vi que esse meninho é treinado pelos pais desde os 2 anos de idade e que agora aos 5 anos esta no Guiness, graças a sua aparição na TV italiana, onde onde andou 10 metros de cabeça para baixo com uma bola de peso entre as pernas (oi?)
Pelo que eu entendi, segundo o pai , o menino o acompanhava no ginásio onde treina e ao ver o pais puxando ferro, começou a fazer igual.
Quando eu falo que a gente tem que tomar cuidado com o que faz na frente das crianças é por causa disso.




Tô tão bege com a historia que não consigo nem dar minha opinião

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Esse Blog ainda tem DONA!!!!

Apesar de estar a 20 dias sem atualização eu ainda mando aqui!!!!...rs
Esse mês precisei tomar algumas decisões, que tomaram bastante o meu tempo e precisei ficar Offline.
Entre elas, a mais importante foi sair do meu emprego.
Conto com detalhes essa decisão no próximo post.
Enquanto isso fiquem com o nosso (meu e dos cachorrinhos) pedido oficial de desculpas.



quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Outubro Rosa II- Do limão a caipiríssima

Às vezes, mesmo que em pensamento, estamos conectados aos nossos amigos ou aqueles que nos fazem bem, mesmo quando elas estão longe.

Há cinco dias atrás, fiquei sabendo do Outubro Rosa , e fiquei tão tocada com a campanha, que resolvi ajudar a divulgar fazendo um post no meu blog.

Hoje minha amiga Solange (Sol) Calvo, que não vejo a mais de um ano, me mandou o texto abaixo onde ela conta como pegou um limão e transformou em limonada, ou nesse caso em caipiríssima.

Pode acontecer comigo, com você, com sua filha, com sua vizinha....
Fiquemos espertas!

"Do limão à caipiríssima

Amanhã, não. Na semana que vem. Melhor no próximo mês. E o tempo voa, quando o assunto é exame médico. Especialmente quando se trata de mamografia. Afinal, quem está disposta a transformar a mama em uma panqueca? É exatamente isso o que acontece quando realizamos essa prova de fogo.

Até que num desses desafios descobriram um nódulo em minha mama direita. Assim que ouvi a palavra “nódulo” deslizando da boca do médico, a foice da morte se instaurou em meu pescoço, involuntariamente. Do laboratório até em casa, questionamentos me torturavam. Será que terei de tirar a mama? Toda? Aproveito para reduzi-las, pois sempre quis. Mas terei de fazer quimioterapia? E se tiver, ficarei careca? Pode ser uma oportunidade de colocar uma peruca loira, ter cabelos longos...

Depois de idas e vindas ao centro médico para complementar exames, o dito estava mesmo lá, e indicaram punção. A internet me fez viajar nas mais medonhas e assustadoras definições e depoimentos sobre punção, mastectomia etc (não recomendo essa viagem). Evoluí então para a pesquisa das mais modernas técnicas de reconstrução e reparação de mamas (já pensei no pior) até me entregar à avaliação da principal entidade, o mastologista. Entidade sim, porque nessa altura você quer q ele realize um milagre. “Não tem nada aqui, pode ir pra casa e relaxe”

Descobri então que podemos vencer o câncer de mama. É muito simples, caso você o identifique logo no início. Foi o meu caso. Isso porque sempre fiz das minhas mamas panquecas uma vez ao ano! E esse “nódulo impertinente” era recente, com menos de um centímetro (características fundamentais). Em meio à tremedeira das pernas, o médico anunciou o próximo passo: mamotomia!

Não foi agradável. Mas eliminou a internação. Anestesia local (próxima às costelas, com a agulha inclinada para a mama). Depois disso, entra em cena um aparelho para perfurar a mama, cortar fragmentos do dito e sugá-los para a biópsia (outra palavra assustadora – Hitler deve tê-la usado bastante em campos de concentração). Dói sim, mesmo com anestesia, mas é rápido.

Mamas enfaixadas com muito gelo e no dia seguinte tudo OK. O dito era tão pequeno que saiu todinho. Foi preciso colocar um clip de metal (titânio) para marcar o ponto exato onde ele morava. Por que isso? Se o resultado acusar ser maligno, como o médico encontraria o local para limpar tudo e tirar um naco da minha mama?

Foram cinco dias de orações intensas de amigos e familiares, promessas mil para que o resultado fosse favorável. E foi! Ausência total de malignidade! Renasci! Mas teria o mesmo desfecho caso fosse maligno. Porque bastaria tirá-lo, cortar uma fatia da mama, sem mutilações, ao contrário, ela ficaria até mesmo mais empinada!

O pulo do gato é o diagnóstico precoce. TUDO pode ser resolvido quando fazemos autoexame no banho e realizamos frequentemente a mamografia. Nenhuma mulher irá morrer de câncer de mama se for disciplinada. O medo de encontrar algo ruim inibe a realização do autoexame e da mamografia. Mas temos de torcer para encontrar logo porque poderemos vencê-lo!

E o clip de metal? Ele ficará aqui na minha mama, sem problema algum para meu organismo. Como vale US$ 600, agora ela está valorizada para sempre e sinalizará o dia em que dei a volta por cima e segui em frente.

Solange Calvo"

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Outubro Rosa



"Outubro começou e, com ele, o mês internacional de combate ao câncer de mama. Conhecido como Outubro Rosa, o movimento é um esforço mundial para conscientizar e mobilizar a sociedade para o combate ao câncer de mama. Nascido há mais de dez anos em Yuba e Lodi, na Califórnia, a ação vem ganhando força em vários países do mundo. O objetivo do movimento é conscientizar as mulheres sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama, que, se diagnosticado ainda em fase inicial, quando o tumor é pequeno demais para ser palpado, pode ser curado em 95% dos casos. Por isso a importância da mamografia, o melhor exame para detectá-lo ainda nesse período."
http://www.mulherconsciente.com.br/

Visitem e conheçam os seus direitos.

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Gorda, eu?

Quando fiquei grávida pela primeira vez, estava com 64 kilos, o que pra minha estatura já significa sobrepeso. Mas esses 4 kilos a mais não me incomodavam tanto, afinal eu ainda entrava nas minhas calças manequim 38.

Os 11 kilos que engordei grávida da Malu me pareciam 30, por causa do inchaço e só consegui eliminá-los por completo 5 dias antes de pegar o teste que me confirmava a gravidez do Samuel, apesar que, as calças que eu usava antes da Malu, pelo menos 4 delas, ainda não fechavam. Na gravidez do Samuel engordei 14, e me pareciam 9, porque não inchei, mas até agora, 4 meses depois, perdi 8 kilos, que parecem 4, porque não entro em NENHUMA roupa minha. E qdo vejo 100% do meu guarda-roupa que não me servem, tenho vontade de pular de um predio de 15 andares. Nunca fui boa de conta, mas em resumo: Preciso perder 10 kilos pra ter um IMC saudável e assim quem sabe um dia, talvez, entrar nas minhas roupas novamente, mesmo que elas ja estejam fora de moda.

60 kilos antes de ficar grávida é uma coisa, 60 kilos depois de 2 filhos é outra completamente diferente.
A grande vantagem depois de 2 filhos é que vc não precisa mais ficar descalça pra sentir a temperatura do chão.

Vi num blog, um dia desses, alguém que fez uma campanha do tipo: “20 kilos em 20 posts” e decidi que kiba-la-ei. Logo menos: “10 kilos em 10 posts”.
Para isso já tomei duas atitudes, comprei a Betty (uma balança de banheiro) pra me ajudar no sofrimento diario e fiz uma Assinatura Semestral da Boa Forma, que é pra eu ficar com ódio uma vez por mês durante 6 meses.

Não que eu queira deitar numa agulha e se cobrir com a linha. Magreza tem limites.
Mas meu objetivo é usar manequim 38 de novo, nem que isso aconteça qdo eu estiver com 38 anos.
Mas eu espero que demore no maximo 38 semanas.

My Humps

Explico o video no proximo post.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

O teste do marshmallow

Recebi esse vídeo de uma amiga e fiquei curiosa pra entender o teste.
Pesquisando rapidamente pela internet descobri que foi feito com alunos de quatro anos de idade,da pré-escola de Stanford a pedido de um pesquisador da mesma chamado Walter Mischel, especialista em psicologia.
Para esse estudo sobre “Inteligência emocional” As crianças foram levadas a uma sala, um por um. Na sala, havia uma mesa, sobre a qual foi colocado um marshmallow diante de cada um. Foi dito a cada um deles: “Você pode comer esse marshmallow agora, se quiser. Mas, se não comer até eu voltar, ganhará dois”
As reações são as mais engraçadas, alguns lambem, tiram um pedacinho...

Quando eles estavam concluindo o segundo grau, foi feita uma comparação entre as crianças que tinham comido logo o marshmallow e as que tinham esperado para receber dois. Constatou-se que os que haviam agarrado logo o marshmallow tinha, em relação aos que havia esperados, um probabilidade maior de desmoronar sob pressão, tendiam com maior freqüência a ficar irritados e a puxar briga, e tinham menor capacidade de resistir a tentações na busca de seu objetivos.

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

O Homem no Leme x Mães-Alpha

Hoje faz uma semana que voltei a trabalhar.

Alem da Odisséia diária, que é sair de casa com duas crianças sem esquecer nada (fico que nem uma barata tonta pra dentro e pra fora de casa, antes de sair), o que mais me chama a atenção é como apenas uma semana longe da mãe já altera o comportamento de uma criança.

Samuel, meu bebê fofo-gordo, nunca teve uma gripe, uma febre, até agora. Só nessa semana ele já teve os dois. O comportamento dele também já mostra mudanças, não quer dormir cedo e fica reclamando quando saio de perto dele até para ir tomar banho. Acho que ele pensa que eu vou embora de novo. Tomei banho correndo a semana inteira só pra não ouvir o coitadinho chorar.
A Malu, minha princesa mimada, está voltando a agir como uma boa princesa mimada. Chora pra conseguir as coisas, faz birra, se joga no chão...
Não posso negar que eles são bem cuidados, sempre bem alimentados e sequinhos, mas ninguém EDUCA seu filho como você.

E essas coisas me fazem lembrar a entrevista de Maria Mariana (aquela do confissões de adolescente) a revista Época.
Na minha humilde opinião ela fala um monte de besteiras, “Se a mulher parir naturalmente, será uma mãe melhor” .Balela. Quer dizer que quem adota uma criança não é uma boa mãe? Mas entre outras coisas ela conta no seu livro como foi a decisão de parar de trabalhar para se dedicar a seus filhos, se dedicar a criar seus filhos para que sejam mentalmente sadios, indivíduos de valor e não deixar, pelo menos em parte, essa tarefa para uma outra pessoa.

O que bate de frente com a “Alpha Mom”, termo que ouvi recentemente, “cunhado por analistas de mercado dos EUA - os quais, aliás, adoram cunhar novos termos - para definir o segmento que emergiu de uma geração de mulheres de alto nível educacional, que encaram a tarefa de ser mãe como uma carreira profissional.”. Em outras palavras são as mães que sabem TECNICAMENTE, EMPIRICAMENTE o que fazer e como fazer para educar seus filhos, e não abrem mão de jeito nenhum de suas carreiras profissionais.

E com isso tudo as duas questões que assolam a minha cabeça nesse momento são: Tem alguma maneira certa de ser mãe? Dá pra ser uma boa mãe e uma boa profissional AO MESMO TEMPO?

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

O Hino da Blogosfera

Bom, em homenagem ao dia da idependencia do Brail, o hino da Blogosfera.
As crianças adoram.

Inclusive a criançona aqui.

domingo, 6 de setembro de 2009

Canal do Youtube.

Aos Poucos vou colocar lá os videos da Facu.
http://www.youtube.com/user/patiassis9

Sumi. Mas voltei...


Domingão de chuva...
Aproveito a "ressaca" das crianças pós-festinha de aniversário para dar uma atualizada no Blog e o no meu canal do youtube.

Dediquei esse ultimo mês de licença maternidade, pra me dedicar as crianças e a minha casa. Por isso sumi da minha vida online, MSN, Orkut, Blog ficaram abandonados a ponto de eu quase esquecer minha senha pra entrar aqui.

Quando se fala que a alma da casa é a dona de dela é a mais pura verdade. Eu tinha copos e talheres que estavam no armário desde quando eu me casei ha três anos atrás, alguns deles até com etiquetinhas coladas no fundo ainda.
A sensação de arrumar meus armários pra mim é mais ou menos, como quando eu estava na escola e colocava minha coleção de lápis de cor (cerca de 300, os quais guardo até hoje) por ordem de cor e ainda fazia legenda de cor.
Tá bom, gostar das coisas assim não é normal, esse é um lado obscuro da minha personalidade que acabei de revelar: Eu tenho TOC! Adoro tudo organizado por ordem de cor, tamanho ou alfabeticamente numerado...kkkk.
Herdei esse mal (o TOC não a anormalidade) da minha mãe, Dn. Gorete tem mania de limpeza. E acho que esses genes foram passados para a Malu, ela organiza as canetas que servem de colher e os copos que tbm servem de panelinha, tudo enfileirado pra poder brincar.

Aliás, esses 4 meses em casa serviram pra eu me aproximar mais da minha filha e perceber que ela é muito parecida comigo, tanto no geniosinho difícil qto na aparência. E ela, acho que de alguma forma percebeu isso tbm, e mais, tenta ser parecida comigo fisicamente e nos gestos. Peguei ela usando meus sapatos e tentando por meus brincos inúmeras vezes, quer pintar as unhas dos pés, imita meu jeito de carregar a bolsa ou tenta repetir o que eu falo.

Já havia comentado aqui o quanto me espantei qdo percebi que ela era mais atenta ao que eu fazia e dizia do que eu imaginava, e nesses últimos meses tive certeza absoluta que educamos mais pelo exemplo do que pelas palavras que usamos.
Então resolvi parar de falar palavrão e colocar o dedo no nariz (pelo menos nas frente dela)

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Doe Leite. Saúde-SP convoca mães para doarem leite materno

Como algumas pessoas sabem, doei leite para o BLH (Banco de Leite Humano) na minha primeira gravidez. Tinha muito leite da Maria Luiza, doava dois potes com cerca de 500 ml cada uma vez por semana para o Hosp. Leonor Mendes de Barros que vem retirar na porta de casa. Dessa vez eu estou com menos leite e não vou conseguir, mas se vc conhecer alguem ou tiver condições de doar, faça. É uma atitude pequena pra você mas que faz muita diferença para alguem. Eu vivenciei o ambiente de uma UTI neonatal, na epoca pq ela nasceu no inicio do 8 º mês e vi o qto a vida é fragil e o qto um pouquinho de leite faz a diferença.

O site aleitamento. com, traz bastante informações a respeito.



Abaixo reportagem na integra do site Guia do bebê.



Saúde-SP convoca mães para doarem leite materno
Doações caem aproximadamente 20% durante o inverno e o período de férias
A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo convoca mulheres que estão amamentando para serem doadoras voluntárias de leite materno. As interessadas devem entrar em contato com o banco de leite mais próximo de sua residência. Durante o inverno e o período de férias, as doações caem, em média, 20%.
Todas as interessadas devem fazer um pré-cadastro e passar por uma avaliação médica na própria residência. Estando apta para se tornar uma doadora, o banco de leite passa a retirar as doações na casa da doadora.
A mãe doadora recebe toda a orientação necessária para fazer a ordenha em casa e armazenar o leite de maneira correta. “A amamentação é importante e as mulheres podem doar o excedente de leite”, diz Maria José Guardia, coordenadora dos bancos de leite do estado.
A funcionária pública Isis dos Santos Silva, 29, é doadora de leite materno no Hospital e Marternidade Leonor Mendes de Barros desde fevereiro. “Recebi informações na maternidade sobre a importância de doar leite materno. Em casa percebi que tinha leite suficiente para meu filho e para a doação. Procurei o Leonor e passei a doar regularmente”, afirmou. Isis está entre as principais doadoras da maternidade. De fevereiro a maio doou mais de 29 litros.
“Hoje meu bebê mama mais e isso diminuiu meu volume de doação, mas é importante continuar doando. Fico feliz em saber que posso ajudar um outro bebê”, diz a funcionária. Atualmente Isis doa cerca de um litro por semana.
No estado existem 50 centros especializados para coleta excedente de leite materno. A doação de leite humano, além de ajudar as crianças, beneficia também a própria doadora, que reduz o risco de câncer de mama e ovários, previne a osteoporose e volta ao peso mais rapidamente.
As mulheres consideradas potenciais doadoras devem estar em período de amamentação, ter boa saúde, não usar nenhum medicamento e ter os exames sorológicos do pré-natal em dia.
O leite materno doado é pasteurizado, submetido a controle de qualidade e distribuído aos bebês impossibilitados de receber o leite do seio da mãe. Por conter as propriedades nutricionais e imunológicas do leite materno, o desenvolvimento dos recém-nascidos ocorre mais rápido.
A lista com todos os bancos de leite do estado está no site
www.fiocruz.br/redeblh.

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Tá chegando o dia dos pais...

Muito legal esse comercial da TIM.
Não me lembro de nenhum comercial tocando nesse assunto: PADRASTO.
Fico feliz vendo que, de vez em quando, as agencias de publicidade tocam em assuntos delicados, assuntos que a porcaria do politicamente correto não deixa lembrar.

Agora espero um comercial para a madrasta no proximo dia das mães

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Quem pariu Mateus que o balance

Escolinha, babá ou avó ?

Agora que estou próxima de voltar ao trabalho essa questão assola minha cabeça com mais força do que a mola que bateu na cabeça do Felipe Massa.

Quando a Malu estava com dois meses, havia apenas dois que eu havia terminado a faculdade e estávamos com todas as contas atrasadas, então senti a NECESSIDADE de trabalhar.

Na ocasião, a idéia de colocá-la numa escolinha/creche veio e foi embora com a mesma rapidez de um Fórmula 1, porque pra mim o marco da independência escolística da criança é esta falando, se expressando, queria que ela estivesse se comunicando pra deixá-la com desconhecidos.

Então veio a idéia genial de que ela ficasse com a minha sogra, afinal, ela não trabalhava, parte das minhas contas atrasadas se devia a ela, porque o Marcelo precisa sustentar a casa e a filha dela (minha cunhada) e avó trata neto como uma filho. O que fazia com que eu matasse dois coelhos com um tiro só. Arrumava alguém pra olhar minha filha com todo o zelo que procurava e ainda era uma forma de ela “pagar” o sustento dela.
Legal, né?
Mas ela não topou.
Não queria a “responsabilidade”. Tive que quase pedir pelo amor de Deus e oferecer o dinheiro que pagaria para ao berçario.
E não é que magicamente a responsabilidade diminuiu.

Bom, eu fiquei bem puta com a situação na época, mas Dn. Gorete (minha mãe) soltou mais uma de suas pérolas: “ Vó não tem obrigação de olhar neto não, viu ? Ninguém quer saber de filho dos outros. Quem pariu Mateus que balance.” Falava ali pela primeira vez a voz da experiência e eu nem percebi.

Com o passar do tempo me pareceu um bom negócio eu ter convencido/subornado a minha sogra a olhar a Malu, porque a menina sempre foi MUITO bem tratada, sempre alimentada, limpa, trocada...E apesar dos eventuais pitis quando algo não saia do jeito que ela queria, a Malu chegou até o seu 1 ano e meio muito bem e a avó se apegou muito a ela.

Mas, agora começo a achar que comprei gato por lebre, sabe? Tipo, Renault por Ferrari.
A Malu mostra mudanças de comportamento muito expressivas quando está com a avó. Enquanto, quando está em casa, ela brinca o tempo inteiro, é carinhosa, participativa, risonha, quando esta perto da avó ela vira a cara pra mim, olha com cara feia, faz mal-criação, não obedece, chora. É outra criança. É óbvio que ela faz isso na frente da avó pq é claramente apoiada, patrocinada.
Já tive duas discussões com a minha sogra por interferência dela nas ações que tomo com a criança, como tirar o brinco da orelha dela porque “Tá incomodando a menina” Ou dar a chupeta escondido pra ela, afinal, “A minha filha chupou chupeta até os 15 anos (!!!) e nunca teve problema nenhum nos dentes” (A chupeta é um caso a parte, os dentinhos dela estão nascendo tortos e ela anda com a boca marcada) Ou seja, a menina só faz o que quer.
Não quero que minha filha cresça fazendo só o que quer. É o que acho melhor pra ela. Fui criada assim e acredito que essa seja a maneira certa.

To igualzinho as equipes de Fórmula 1 brigando com a FIA. Doida pra romper contrato mas sem saber como, nem o que fazer depois.
A única coisa que tenho certeza é que nenhuma babá, avó ou berçário podem substituir uma mãe.


Abaixo o link de uma reportagem da crescer sobre isso. Alías a imagem do Post é de lá.
http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/0,,EMI901-15045-1,00-BABA+AVO+OU+BERCARIO.html


Obs.: Desculpem a falta de Posts. Estou escrevendo muito, mas ta difícil decidir se publico ou não.
APP

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Chorar ou não Chorar. Eis a Questão.

Não sei vocês, mas eu fico realmente muito irritada com aquele choro de manha, pra chamar a atenção, ou simplesmente pra tentar receber algo em troca.
Isso inclusive é tema de estudos de vários pedagogos, psicólogos e entendidos em educação infantil que não tem filhos. Concordo que estudos sobre a educação de crianças ajudam os pais que geralmente se sentem perdidos a dar um rumo na educação das crianças, mas eu acho que nada supera a voz da experiência.

Quando consultei a minha mãe sobre o que fazer com os “pitis” da Maria Luiza, ela me ensinou algo que com certeza seria reprovado por qualquer entendido em educação que resolveu não ter filhos, ou deixou isso pra segundo plano na sua vida só os tendo depois dos 40. Ela falou: “ Se ela não ta com fome, ta trocada e ta querendo uma coisa absurda tipo brincar com um garfo, vc simplesmente deixa ela chorando e sai de perto”.

Eu achei meio cruel essa atitude e no inicio até tentei explicar, falar que não pode, que ela poderia se machucar, assim como manda qualquer um dos livros de auto-ajuda- para-pais-que-não-sabem-nem-por-onde-começar, que eu li, mas isso simplesmente não funcionava, sabe por quê? Porque ela berrava tão alto que simplesmente não me ouvia. E não é que a Dona Gorete tinha razão ( igualzinho qdo ela me mandava levar o guarda-chuva antes de sair de casa) 10 segundos depois o silencio imperava de novo no meu lar....


O choro sem motivo tinha ido embora, o que não é o caso do menininho abaixo.
Afinal, a historia de uma mãe que perde os filhos é realmente algo muito emocionante.


Eu é que chorei. De tanto rir....rs

Momento rir é o melhor remédio. De novo

Ah! Que fofo esse comercial de água mineral. Tudo bem que tem hora que eu acho que os bebês estão mais parecendo com anões... Mas até que é bem engraçadinho.

terça-feira, 7 de julho de 2009

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Xaxicha




Aaahhhhh!!! Que Linda!
A primeira quase palavra da minha filha com mais de três silabas merece um post !!!

Sim, pq que mãe babona seria eu sem registrar esse ilustre momento.
Ela fala várias quase palavras como babô (acabou) bubum (bumbum) aô (alô) côcô, sissi (xixi), mas com Três... Não é uma, não são duas, mas sim três sílabas inteirinhas, é a primeira.

Estava eu com o Samuel no colo sentada no sofá de minha sala e a Malu sentada no primeiro degrau da escada que dá pros quartos com suas panelinhas de plástico na mão, qdo ela vira pra mim do nada e fala “xaxicha?” Eu não sei bem se ela queria confirmação se era assim mesmo que falava, ou se estava perguntando se eu queria a Salsicha imaginaria que ela fazia no fogão do segundo degrau da escada, mas eu fiquei tão espantada que só dei risada e um beijo nela, depois disso ficou repetindo xaxicha pelo resto da tarde.

É incrível perceber como eles vão criando raciocínios mais complexos e espantoso quando se percebe que eles pensão por si só. Olha só, pra ela virar pra mim enquanto eu assistia o Vídeo Show e me perguntar “xaxicha?” significa que na cabecinha dela, ela cozinhava com aquela panelinha de plástico uma salsicha, num fogão imaginário e depois de pronto ainda me perguntava se eu queria. Não havia passado na televisão uma propaganda de Salsicha, ela já tinha almoçado então não estava com fome e eu não havia falado essa palavra, logo ela inventou isso sozinha.

Quando olho o Samuel com pouco mais de um mês e ela com 1 ano e meio, fico impressionada como a criança se desenvolve mesmo muito rápido nos primeiros três anos de vida, passando daquele serzinho inerte, que depende de você pra tudo para aquele ser pentelho que te oferece Salsicha de mentirinha as três da tarde.

Meu Deus como o tempo passa.

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Serviço de Inutilidade Publica


Eu não aguentei, tinha que postar isso.


Olha só que praticidade!!!


Esse produto promete fazer com que os seios da mulher não formem “rugas” com o passar do tempo (hã???!) .
O “aparelho” é bem simples, nada mais que um tubo de plástico, você deve colocar no meio dos seios antes de dormir, pois quando as mulheres dormem de lado, um seio fica por cima do outro graças a gravidade (não!?), e isso pode formar as famosas rugas.


Sem dúvida a ideia foi de um homem.

Fontes:


e


sexta-feira, 19 de junho de 2009

Charle Mordeu meu Dedo

Esse Vídeozinho é um classico do Youtube.
Mostra dois Irmãos fofos "brincando" e virou sensação na internet, principalmente depois de várias versões feitas por internautas. Os pais viraram celebridades dando entrevistas na TV e tudo...
As versões mostram o quanto as pessoas buscam inspiração na internet pra se expressar.



O original



Remix


15 anos depois

terça-feira, 16 de junho de 2009

Como diz o ditado, o 1º filho é de vidro, o 2º é de borracha, do 3º para frente é de ferro

Adorei Isso!!!

A ordem de nascimento das crianças
Irmãos mais velhos têm um álbum de fotografia completo, um relato minucioso do dia que vieram ao mundo, fios de cabelo e dentes de leite guardados.

Já os caçulas penam para achar fotos do primeiro aniversário e mal sabem a circunstâncias em que chegaram à família.


*O que vestir *
1º bebê - Você começa a usar roupas para grávidas assim que o exame dá positivo
2º bebê - Você usa as roupas normais o máximo que puder
3º bebê - As roupas para grávidas SÃO suas roupas normais


*Preparação para o nascimento *
1º bebê -Você faz exercícios de respiração religiosamente
2º bebê -Você não se preocupa com os exercícios de respiração, afinal lembra que, na última vez, eles não funcionaram
3º bebê -Você pede a anestesia peridural no oitavo mês

*O guarda-roupas *
1º bebê -Você lava as roupas que ganha para o bebê, arruma de acordo com as cores e dobra delicadamente dentro da gaveta
2º bebê - Você vê se as roupas estão limpas e só descartas aquelas com manchas escuras
3º bebê -Meninos podem usar rosa, né?


*Preocupações *
1º bebê - Ao menor resmungo do bebê, você corre para pegá-lo no colo
2º bebê -Você pega o bebê no colo quando seus gritos ameaçam acordar o irmão mais velho
3º bebê -Você ensina o mais velho a dar corda no móbile do berço


*A chupeta *
1º bebê - Se a chupeta cair no chão, você guarda até que possa chegar em casa e fervê-la
2º bebê - Se a chupeta cair no chão, você a lava com o suco do bebê
3º bebê -* Se a chupeta cair no chão, você limpa na camiseta e dá novamente ao bebê


*Troca de fraldas *
1º bebê -Você troca as fraldas a cada hora, mesmo se elas estiverem limpas
2º bebê -Você troca as fraldas a cada duas ou três horas, se necessário
3º bebê -Você tenta trocar a fralda antes que as outras crianças reclamem do mau cheiro


*Atividades *
1º bebê -Você leva seu filho para as aulas de musicalização para bebês, teatro, contação de história…
2º bebê -Você leva seu filho para as aulas de musicalização para bebês
3º bebê -Você leva seu filho para o supermercado, padaria…


*Saídas *
1º bebê - A primeira vez que sai sem o seu filho, liga cinco vezes para casa para saber se ele está bem
2º bebê - Quando você está abrindo a porta para sair, lembra de deixar o número de telefone de onde vai estar
3º bebê -Você manda a babá ligar só se ver sangue


*Em casa *
1º bebê -Você passa boa parte do dia só olhando para o bebê
2º bebê -Você passa um tempo olhando as crianças só para ter certeza que o mais velho não está apertando, beliscando ou batendo no bebê
3º bebê -Você passa um tempinho se escondendo das crianças


*Engolindo moedas *
1º bebê -Quando o primeiro filho engole uma moeda, você corre para o hospital e pede um raio-x
2º bebê -Quando o segundo filho engole uma moeda, você fica de olho até ela sair
3º bebê -Quando o terceiro filho engole uma moeda, você desconta da mesada dele

E é ciúmes, ciúmes de você...


Hoje levei o Samuel e Maria Luiza no novo pediatra, porque graças ao meu querido plano de saúde, a medica deles, que era ótima, foi descredenciada. E eu, que como sempre ando mais dura que a ditadura, não tenho grana pra passar no particular, o que me obrigou a ter que ir atrás de um novo medico.
Encontrei um pertinho de casa e que tem bons horários, achei ele meio porção o Marcelo falou que é coisa da minha cabeça e que eu tô com preconceito pq ele é veio, mas me pareceu saber o que fala e me fez perguntas procedentes.


Como não estamos acostumados, ainda, a sair com os dois, levamos a minha sogra pra nos ajudar. Aí eu me pergunto, Pra que? A Malu deu o triplo do trabalho que já dá normalmente, chorou, esperneou, deu piti, resmungou, tudo porque estava com a vó por perto e sabe o grau de impunidade digno da Justiça Brasileira que isso traz a ela. É claro que eu, que já não ando com muita paciência, graças as minhas madrugadas Casas Bahia (de sonos parcelados) tive vontade, uma ou duas vezes de dar um belo puxão de orelha nela, mas na mesma hora lembrava como era a sensação de se sentir destronada, afinal de contas eu também sou a irmã mais velha e é claro, só pra variar me senti culpada com a situação. Afinal aquele comportamento agressivo dela era sua maneira de demonstrar ciúmes do irmão mais novo.

Ela ganhou da minha mãe duas bonecas bebês que sempre ficaram no fundo da caixa de brinquedos, nunca ligou pra elas, mesmo com o meu esforço repetitivo pra que ela largasse a bola e os carrinhos e fosse brincar com coisas de menina, afinal como eu ia comprar Barbies pelo menos duas vezes por ano se ela não pegasse gosto pela coisa? Que desculpa eu ia usar pra passar duas horas no meio de prateleiras de bonecas? Mas desde que o Samuel chegou, essas duas bonecas não saem do colo dela e a acompanham em toda parte. Sempre bem quentinhas, enroladas na fralda/cheirinho dela. Alimentadas com a comidinha que tira com uma colher descartável (que aliás, faz parte do rol de brinquedos sem procedência que ela adora) de uma caneca da Hello Kitty. Fora o naná no colo com direito a cantoria e tudo.

Ela esta obviamente repetindo um comportamento meu. E isso me deixou em estado de choque.
Mesmo que na teoria eu já esteja careca de saber que “filhos repetem o comportamento dos pais” que ”os pais são espelhos pros filhos”,blá blá blá... Quando isso acontece debaixo do seu nariz é algo assustador. Ela deixou bem claro cuidando das bonecas como nenês que eu sou referencia, exemplo pra ela.
E com um ano e cinco meses minha filha me ensinou a primeira de muitas lições que eu sei que aprenderei com ela, eu como mãe sou responsável não só por mantê-la alimentada, trocada, vestida e bem de saúde, minha responsabilidade maior é mantê-la feliz e fazê-la se sentir amada.

sexta-feira, 12 de junho de 2009

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Promoção IPOD Touch


O site Ikaro Brasil, é um blog para blogueiros com dicas muito bacanas e está sorteando um Ipod para os blogueiros.
Venho bem a calhar. To precisando de um celular novo mesmo...lol

domingo, 7 de junho de 2009

Logo menos...


Postarei mais...
Estou me adaptando a ser mãe de gemeos com 1 ano e 4 meses de diferença e para ajudar ainda to com a minha velha companheira asma hospedada nos meus pulmões. Passarei uns dias na casa da minha mãe me recuperando e o blog ficara mais alguns dias sem atualizações.

APP

Momento Oinh- V

Olha o filho do Bruce Lee

Momento Oinh- IV

"Faz cara de mal"...kkkkk

terça-feira, 26 de maio de 2009

Momento Oinh- III

Mais um bebê rindo.
Eu não me canso disso.

Porque acompanhar de perto a educação de seu filho...

Nunca deixe seu filho sozinho com aquele seu colega capoeirista


segunda-feira, 25 de maio de 2009

Porque acompanhar de perto a educação do seu filho...







Espelho, espelho meu... Que barriga é essa?

Lembro que quando namorava e saía para ver apartamentos decorados (a cerca de 4 anos atrás) eu me encantava com aquelas decorações cheias de espelhos, que na época eram novidade. Lógico, óbvio e claro que aquilo era para dar a impressão que os cubículos apartamentos eram muito maiores que o real, mas mesmo assim, eu me encantei pela idéia de ter espelhos espalhados pela casa, tanto que o único cômodo da minha casa que não tem algo que reflete é a lavanderia.

Mas essa minha mania narcisista de espelhos não tem me ajudado muito nesses últimos dias. Toda vez que passo em frente a algum espelho e dou de cara com o que sobrou da minha barriga, tenho três vontades: a primeira é de quebrar o espelho, a segunda é de cortar fora um pedaço da minha barriga e a terceira é de fazer os dois.

Porque não se pode ter um bebê e 15 dias depois estar com a barriga sarada, sequinha e sem manchas ? Porque esse é um dom só dado a Claudia Leitte?

Nos livros e reportagens que li quando estava grávida, os autores esqueceram de avisar que toda vez que vc põe um filho no mundo ganha grátis uma pochete. Não que eu ache que ter uma barriga que se mexe sozinha não seja um preço justo a se pagar por ter uma coisinha linda nos seus braços, mas eu continuo não me conformando com os pesares da gravidez.
Não acho justo nos mulheres carregarmos a criança, colocar no mundo, amamentar e os homens não ganhar nem se quer uma estriazinha, uma flacidez, uma manchinha.
Na próxima encarnação eu quero ser pai. Isso mesmo. Acho bom eu registrar logo o domínio derepentepaidedois.com
Momento revolta. 1,2,3,4,5,.... Passou.


Dá uma olhada na situação da minha barriga. Tem cabimento?


terça-feira, 19 de maio de 2009

"Ele é loirinho, né?"

Quando estava grávida da Maria Luiza, uma vizinha minha que tem quatro filhos me disse uma coisa do alto de toda a sabedoria de quem já amamentou quatro boquinhas sedentas, que acabei lembrando com o nascimento do Samuel.


"Os filhos são como os dedos das mãos: eles saem todos do mesmo lugar, mas nenhum é igual ao outro."


Um comentário foi unânime das pessoas que já vieram ver o Samuel , ele é bem diferente da Malu, o tom de pele e cabelo mais claro que o dela, parece ter um peso muito maior que o nariz, olhos e queixo idênticos.

Não que eu ligue para os comentários, muitas vezes com certo tom maldoso, mesmo porque quando respondo que ele é assim porque parece com o padeiro deixo a pessoa sem graça e ainda viro a situação, mas porque me fez já fazer comparações entre eles, mesmo sendo altamente, permanentemente e sem duvida nenhuma contra rótulos, sempre sofri muito com isso, até pouco tempo atrás era a mal-criada, respondona e chata da família (não mudou muito).


Esses comentários me fizeram lembrar como a Malu recém-nascida era chorona, magrinha e careca e como o Samuel é bonzinho, gordinho e loirinho. E olha quem acabou voltando a CULPA que já disse e repito acompanha a maternidade. Estou fazendo comparações e julgamentos entre os dois, mesmo sendo contra, graças a comentários alheios.

Mas, quem nunca fez isso? Quem não já se rendeu a opinião alheia sobre fazer ou deixar de fazer algo. É difícil agradar as pessoas. E definitivamente não dá pra agradar todo mundo.

E eu já devia estar acostumada, ouvi sobre a Maria mais de uma vez “ Ela é moreninha, né? Puxou pra quem?” Bom, no caso dela pro açougueiro.

sábado, 16 de maio de 2009

Samuel

Primeiras Fotinhas do meu Bonitão.

Ultima foto dentro do barrigão: Na maternidade:
Olha a cara da Malu qdo viu ele pela 1ª vez:

Ciúmes do papai:
1º Banho:

terça-feira, 12 de maio de 2009

É hoje !!!

Depilação. Unhas. Cabelo. Malas.
Não, não é uma festa de casamento no interior.

Os procedimentos são os mesmo.
Mas, estou falando do nascimento do Samuel.

Dentro de uma hora estarei de saída para a maternidade e dentro de algumas horas estarei com um bebêzão fofo no colo e cheia de pontos.
Por isso, o blog vai ficar alguns dias sem atualizações para eu poder lamber a minha cria em tempo integral.
Assim que puder coloco (ou peço) pra alguém colocar uma fotinha do mais novo membro de minha família, o Samuel.

BjomeligaevemvisitaroSamuel

sábado, 9 de maio de 2009

Como os bebes vão parar na barriga das mães

Ótima explicação pra dar pros filhos.
"O papai assoprou o dedo da mamãe"
E com um video pra provar.



sexta-feira, 8 de maio de 2009

Momento Rir é o Melhor Remédio



Barrigas Pintadas

Ainda não estou com saudades da barriga, aliás, muito pelo contrario...
Mas sei que vou sentir logo menos, quando eu olhar no espelho e ver “Aquilo” que ficou no lugar.
Passeando pela net achei algumas fotos de barrigas pintadas, que é uma das gracinhas favoritas das grávidas.
A gravidez pra muitas mulheres (inclusive eu) é a única fase na vida adulta, onde a gente pode andar com a barriga de fora sem vergonha das gordurinhas extras.
Cuidado com o que deseja, sempre quis ter uma barriga durinha e já consegui duas vezes.

Fonte das fotos: http://portalphoenix.com.br
Eu tambem brinquei de pintar a barriga, na foto de cima na gravidez da Malu e na de baixo do Samuel.

Sexta – Feira. Ontem foi dia de troca de semana.

Ontem entrei na 38º semana de gravidez. E esse é o ultimo post de Troca de Semana.
Não postei ontem porque passei a tarde inteira dormindo no sofá, onde eu consigo encaixar minha barriga entre uma almofada e outra. Alías dormir foi uma atividade que ocupou 70% do meu tempo nessa semana. Tenho um cansaço que não é meu. Estou enorme, cansada e ansiosa.
Já está tudo pronto para terça-feira. Malas e documentos prontos, estadia da Maria Luiza na casa da minha mãe programada e comida dos gatos comprada. Só achei estranho o médico falar que é só chegar ao hospital com os documentos e a carta dele que o resto eles fazem. Estou sentindo cheiro de estress...

Enquanto isso dentro da barriga, qualquer barulho faz o Samuel querer sair pelo umbigo, inventei de assistir o filme Pearl Harbor, aquele dos aviões, ganhador do Oscar de efeitos de áudio, e no meio do filme tive que parar, levantar, dar uma volta e conversar com ele dentro da barriga pq ele tava tão agitado que eu pensei que fosse nascer. Fora os formatos estranhos que a barriga fica, tem hora que dá pra sentir o pézinho dele direitinho no alto da barriga. Estou naquela fase que dá agonia em algumas pessoas, a fase em que lembra a cena do filme Alien.

Seu bebê
Mais uns dois ou três ajustes e o bebê estará pronto para nascer. Ele sabe que precisa se sentir quentinho do lado de fora do útero. Por isso, a camada de gordura sob sua pele aumentou um pouco, regulando melhor a temperatura corporal. Os intestinos deram mostras de que estão funcionando bem e formaram o mecômio, uma substância verde considerada o primeiro cocô do bebê. De onde veio isso? Do líquido amniótico, que estava misturado com os restos da cera e da lanugem que protegiam a pele do bebê. Como ele inala e engole continuamente esse fluido, seu aparelho digestivo produziu a massinha esverdeada, que será liberada só depois do nascimento.
Acompanhe as etapas da sua gestação no infográfico animado.
Sua gravidez
Falta pouco, muito pouco para o bebê nascer. E a sua barriga, que agora tem de 36 a 38 centímetros de altura, parece indicar a proximidade desse momento. Ela está bem pesada, não deixa mais você se locomover com tanta rapidez e ainda atrapalha o sono. Você passa horas se virando na cama, de um lado para o outro, até encontrar a melhor posição para dormir. Os últimos dias de gravidez não são fáceis. A solução para esquecer os desconfortos – e driblar a ansiedade típica dessa fase – é se concentrar em outras atividades. Escolha alguma coisa bem relaxante para fazer agora. Você pode, por exemplo, ler sobre o surpreendente trabalho das suas mamas para fabricar o leite materno, o primeiro alimento do bebê
Fonte: www.bebe.com.br

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Porque acompanhar de perto a educação do seu filho- I

Porque não deixar seu filho sozinho com seu marido, irmão, cunhado...

Vc faz xixi no banho?


A nova campanha da ONG S.O.S Mata Atlantica visa a economia de água.

Cada descarga são 12 litros de agua potável indo a merda por agua abaixo.
Eles só esqueceram da micose.
Vale a visita.

Hoje é dia Nacional da Alegria

Alegria é uma coisa tão alegre que é comemorada alegremente duas vezes.
Tem o dia INTERNACIONAL da Alegria em 21 de setembro e o dia NACIONAL da Alegria em 06 de maio.
Quem teve a alegre idéia de inventar um dia NACIONAL da alegria eu não sei, mas esse dia já está na sua 8ª edição. Com certeza quem participa fica muito alegre.

Aff...Que post feliz.
Momento cultura inútil.




quinta-feira, 30 de abril de 2009

A bolsa da maternidade



A bolsa da maternidade está pronta, aliás, as bolsas, a minha e a dele.
Abaixo uma compilação daquelas famigeradas listas que rolam na internet com dicas do que levar.



Enxoval do Bebê
· 09 Trocas- 3 por dia -04 conjuntos de pagões(mijão e body) e 05 macacões.
· 01 cobertor
· 01 xale e ou manta, conforme a estação da época do parto


Coisas importantes sobre as roupas do bebê:
1. Retirar alfinetes , etiquetas de papel e elásticos apertados
2. Lavar com sabão neutro líquido ou em pedra, todas as peças que serão utilizadas;
3. Evitar a utilização de amaciantes e perfumes nas roupas , pois podem desenvolver processo alérgico no bebê;
4. Evitar golas e babados grandes para não incomodar o bebê e nem atrapalhar a mãe na amamentação;
5. Utilizar tecidos adequados à estação do ano;
6. Evitar o uso de peças pequenas como meias , sapatinhos , laços , fitas , para que não se percam; (alias, as enfermeiras odeiam meinhas, sapatinhos e luvinhas, ao contrario da sua mãe e da sua sogra)
7. Evitar a utilização de tiaras elásticas para meninas e broches presos às roupas do bebê





Enxoval da Mãe
· 03 camisolas e ou pijamas
· 01 penhoar- Muito útil, não deixe de levar. Quanto mais parecido com o da sua vó melhor, vc vai se sentir super confortável com ele
· 02 soutien com alças de sustentação largas (amamentação)
· Calcinhas, maiores do que vc usava antes de ficar grávida
· Cintas
· Chinelos
· Produtos de higiene pessoal (sabonete, escova de dentes, etc.)

Em algumas maternidades, Lençol, toalha , travesseiros e cobertores, fraldas e absorventes são fornecidos.
Não leve chupeta pra maternidade, vc vai tomar uma carcada dos pediatras e com toda razão, eu também sou totalmente contra (apesar de que vc vai ver que em um certo momento fica praticamente impossível fugir dessa maldita) .

Quinta-feira: Dia de Troca de Semana.


Perdi as contas das semanas.
Contar até 40 é difícil quando a barriga não deixa vc dormir mais de 4 horas seguidas.

Eu acho que é 36ª.
Ontem fui ao médico e já agendei com ele o nascimento do Samuel, se não houver nenhum contratempo, ele nascerá no dia 12 de maio ás 12:00. Será como eu, um taurino, teimoso e ciumento.

Ele está bem, com mais ou menos 2 kilos e 600 e soluçando que é uma beleza, o que segundo o médico, é uma coisa boa, pois é sinal de que está treinando os pulmões.
Pena que eu não posso dizer o mesmo da minha barriga, as estrias estão enormes e vermelhas e a impressão que eu tenho é que a qualquer momento ela vai rasgar, apesar dos milhares de litros diários de cremes e óleos hidratantes, a partir dessa semana vou começar a buscar cremes e tratamentos para a estria e flacidez.


Seu bebê

Está quase tudo pronto para a aventura da 40a semana. Mas, antes de conhecer o mundo, seu bebê está recebendo os retoques finais. Os cotovelos e os joelhos agora formam covinhas. E o rostinho está bochechudo. Ele não vê a hora de sair – parece até que notou a expectativa dos pais, que estão ansiosos por sua chegada. Aliás, ele já deve estar na posição correta para nascer. Ou seja, de cabeça para baixo, para logo se encaixar na pelve.
Acompanhe as etapas da sua gestação no infográfico animado.

Sua gravidez

Faltam apenas quatro semanas para você ser mãe. É o momento de providenciar todos os telefones e endereços de e-mail das pessoas que você deseja avisar quando o bebê nascer. Se você ainda não fez isso, anote-os na sua agenda e guarde-a logo na mala da maternidade. Quando a hora chegar, peça para o seu companheiro enviar a todos um lindo cartão, contando a grande novidade. Cansaço e fadiga são ainda comuns nos últimos dias de gestação. Por isso, tenha sempre à mão um garrafa de água para se manter hidratada. Frutas e lanchinhos também são indicados no intervalo das refeições, que, por sinal, devem ser ainda mais leves agora. Tudo para evitar sobrecargas.



quarta-feira, 29 de abril de 2009

Não perca seu tempo lendo esse post

Hoje entro no meu 26º ano de vida.

Segundo a propaganda de cosmético já preciso começar a cuidar dos sinais da idade, mesmo ainda brigando com espinhas. Se alguem quiser me presentear com um Renew creio que terei que aceitar.

A partir de agora, estou mais próxima dos 30 do que dos 20 e confesso que isso me assusta um pouco, quero fazer tanta coisa ainda e parece que o tempo corre no sentido contrário.
Quem é mais velho e está lendo deve tá pensando, "que besteira", mas, toda idade tem seu prazer e sua dor, e tenho certeza que essa pessoa também já passou por aniversários marcantes, aqueles que te fazem repensar alguns conceitos e no que construiu até então. Não sei se é a gravidez e o vai e vem de hormônios ou se é simplesmente o tempo ocioso em casa esperando o nascimento do Samuel, mas esse é um desses pra mim.

Sei bem que quando entrar na casa dos trinta vou ter outro lapso desses e pensar "que besteira" quando tive isso aos 25 anos, mas isso não impede que eu tenha mesmo assim (e o blog é meu e eu escrevo o que quiser, pronto acabou. rs). Lembro que meu ultimo aniversario marcante foi aos 19 anos, quando tive a sensação de não ter feito muito de minha vida até então e por causa disso tentava me imaginar aos 25 anos e lembro de ter me estabelecido metas, entre elas estavam, terminar uma faculdade, comprar um carro e morar um tempo fora do país. Metas que vejo, hoje, que estavam um pouco pesadas, é muita coisa pra se fazer em 6 anos.
Dessas só cumpri a primeira. Porque fiz escolhas que me levaram a um caminho diferente e quando paro hoje pra pensar se as escolhas que fiz foram corretas ou não, não consigo ter uma resposta, se é que isso tem uma resposta (Quem sabe aos trinta...).
Afinal de contas me tornei uma pessoa bem diferente da que me imaginava, ao contrario da moça independente e sem amarras me tornei casada e mãe de praticamente dois filhos.
E quando essa noite em uma das minhas crises de falta de sono, irritação e sensibilidade à flor da pele, olho pro lado na cama e vejo a Malu me olhando, sorrindo pra mim com a chupeta na boca e pegando na minha mão pra dormir, eu que estava prestes a sentir alguma forma de arrependimento me senti tão agraciada por ter ela na minha vida, que me arrepender de alguma coisa é praticamente um crime.

A vida é feita de escolhas, não da pra ter tudo. (Isso, lógico, se vc não é a Claudia Leitte).
Como diria meu digníssimo, não da pra fazer uma omelete sem quebrar os ovos, não dá pra ter uma boa casa montada e um carro zero na garagem num prazo de poucos anos (trabalhando em meios licítos, é claro), não dá pra pagar uma faculdade e juntar grana pra viajar pra fora do país e não dá pra sair do país com 2 filhos pequenos, não dá pra ter 2 filhos sem uma estriazinha ou uma manchinha na pele se quer, a vida deixa marcas na gente, são marcas do que vivemos, como cicatrizes de uma guerra, uma guerra contra falta de tempo, de dinheiro e de reflexão sobre o que realmente importa na vida, que é o que se vive.

Chego hoje pensando que as trocas que fiz foram justas, se não foram melhores. Troquei noites de balada por um sorriso banguela às 2 da manha, roupas de marca por roupinhas com cheirinho de lavanda e namorados diversos por um beijo com bafo de chupeta.

Metas pra quando chegar na casa dos trinta?
Dessa vez não, dessa vez quero fazer apenas planos, quero ter um emprego melhor, com um salário melhor, quero viajar mais e quero que a primeira e segunda infância de meus filhos sejam raízes bem fortes pra que eles se tornem adultos saudáveis e felizes.
Acho que assim fica mais fácil.